Fórmula 1 anuncia oito GPs para 2020; Áustria e Inglaterra terão rodada dupla

A temporada de 2020 da Fórmula 1 vai começar mesmo no início do próximo mês. Nesta terça-feira (2), os organizadores da categoria mais importante do [...]

Por Juka Martins em 02/06/2020 às 12:39:36

A temporada de 2020 da Fórmula 1 vai começar mesmo no início do próximo mês. Nesta terça-feira (2), os organizadores da categoria mais importante do automobilismo anunciaram a versão definitiva do calendário para o começo do Mundial. São oito provas na Europa, entre julho e setembro, passando por Áustria, Hungria, Inglaterra, Espanha, Bélgica e Itália. Todas com portões fechados, sem a presença de torcedores.

Por conta do calendário apertado e da limitada opção de circuitos – até o momento já foram canceladas ou adiadas 10 das 22 corridas da temporada -, a Fórmula 1 prevê rodadas duplas neste início de Mundial. São os casos da Áustria e da Inglaterra, sendo que o primeiro país, no circuito Red Bull Ring de Spielberg, receberá as duas primeiras etapas do campeonato nos dias 5 e 12 de julho. No começo do mês seguinte será a vez de Silverstone, com GPs em 2 e 9 de agosto.

A divulgação do calendário inicial de 2020 confirma que o tempo de descanso entre uma prova e outra é quase nulo. As oito etapas confirmadas acontecerão em um espaço de apenas 10 semanas. Apenas duas – entre o GP da Hungria, no dia 19 de julho, e a rodada dupla de Silverstone e entre a corrida na Espanha, em 16 de agosto, e na Bélgica, no dia 30 seguinte – serão livres para pilotos e equipes.

Hamilton venceu o GP de Silverstone de 2019

A última prova confirmada pelo calendário é a da Itália, na primeira semana de setembro. A expectativa é de que a Fórmula 1 siga com corridas até o mês de dezembro. O período, ainda sem atividades confirmadas, vai servir para provas na Ásia e nas Américas, incluindo o GP do Brasil no autódromo de Interlagos, em São Paulo. A expectativa é realizar entre 15 e 18 GPs em 2020.

"Nós trabalhamos de forma incansável nas últimas semanas com todos nossos parceiros, com a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) e com as equipes para criar uma versão revisada da abertura do calendário de 2020, permitindo corridas da forma mais segura possível", disse Chase Carey, chefão da Fórmula 1. "É um prazer definir as oito primeiras corridas, assim como seguimos ansiosos para publicar o calendário completo nas próximas semanas", prosseguiu.

"Apesar de atualmente esperarmos um começo de temporada sem público nas provas, torcemos para que nos próximos meses a situação nos permita recebê-los novamente assim que seja seguro. Mesmo assim, sabemos que o retorno da F1 será muito bem-vindo por fãs ao redor do mundo", destacou.

CRIATIVIDADE

Com as rodadas duplas, a Fórmula 1 teve de usar a criatividade para criar nomes para diferenciar cada uma das duas provas realizadas na Áustria e na Inglaterra. No caso do primeiro país, o circuito Red Bull Ring recebe o GP da Áustria, no dia 5 de julho, e o GP da Estíria, estado austríaco onde se localiza o autódromo, na cidade de Spielberg, no final de semana seguinte. Já Silverstone vira casa do GP da Inglaterra, no dia 2 de agosto, e o GP do Aniversário de 70 anos no dia 9.

Confira o calendário inicial da Fórmula 1 em 2020:

05/07 – GP da Áustria (Spielberg)

12/07 – GP da Estíria (Spielberg)

19/07 – GP da Hungria (Hungaroring)

02/08 – GP da Inglaterra (Silverstone)

09/08 – GP do 70.º Aniversário (Silverstone)

16/08 – GP da Espanha (Barcelona)

30/08 – GP da Bélgica (Spa-Francorchamps)

06/09 – GP da Itália (Monza)

*Com Estadão Conteúdo

Fonte: JP

Comentários

Happy Kids
Tapiocaria Silva