Dayane Mello revela se entraria no "Big Brother Brasil" após fazer sucesso na versão italiana do reality

A modelo Dayane Mello não venceu o “Grande Fratello Vip”, versão italiana do “Big Brother”, mas saiu do reality sendo amada pelos brasileiros e com fãs...

Por Juka Martins em 25/07/2021 às 16:20:02

A modelo Dayane Mello não venceu o “Grande Fratello Vip”, versão italiana do “Big Brother”, mas saiu do reality sendo amada pelos brasileiros e com fãs de diversas partes do mundo. A catarinense, que foi discriminada e vítima de xenofobia na atração, chegou à final do jogo com a ajuda dos seus conterrâneos – que se uniram para votar a favor dela. Quatro meses após sair do reality, a brasileira ainda colhe os frutos da sua marcante participação. “Está sendo incrível, nunca imaginei ter esse retorno. São tantos fãs, de tantos lugares diferentes e eles são incríveis. Essa visibilidade me trouxe algumas oportunidades, mas tudo tem seu tempo e estamos vivendo em meio a uma pandemia mundial, então alguns planos e trabalhos estão ficando para depois. Por outro lado, agarrei essa chance para poder realizar meu sonho, que é lançar minha marca de produtos naturais que leva o nome Dayane and You”, contou a modelo em entrevista à Jovem Pan.

Além dos votos, os brasileiros chegaram a contratar aviões para sobrevoar a casa onde aconteceu o reality italiano com faixas contendo mensagens em português. “Comecei a imaginar que tinha a torcida do meu Brasil, mas eu não imaginava que eram tantos fãs assim, tantos seguidores. O povo brasileiro é diferenciado, caloroso e nos abraça de uma forma inexplicável”, comentou a artista, que já soma mais de 1 milhão de seguidores no Instagram. Dayane era conhecida na Itália por participar de outros realities shows, mas disse que o Grande Fratello trouxe a ela uma visibilidade mais ampla. A principal polêmica que a modelo viveu na casa foi quando o participante Francesco Oppini deu declarações polêmicas pelo fato dela ter ficado bêbada em uma festa. Mesmo após o episódio machista, Dayane foi rejeitada pelo público. “Nós brasileiros temos uma cultura e uma forma diferente de aceitar algumas coisas. A Itália é conservadora ainda e tem que evoluir um pouco mais, mas os meus fãs são todos incríveis, brasileiros, italianos, latinos, espanhóis, filipinos, nossa são tantos, são mais de 40 países, isso ainda é surreal.”

Experiente em realities shows

A carreira de Dayane na Itália começou no mundo da moda, em 2014. A modelo contou que fez várias campanhas publicitárias de marcas internacionais, além de ter participado dos programas “Dancing with Star” — que definiu como uma versão italiana do “Dança dos Famosos” –, do reality show de aventura “Beijing Express” e do “Island of the Famous”. “Sou muito competitiva, tenho um jeito indomável e acho que isso deve ter chamado a atenção dos organizadores do "Grande Fratello"”, disse. Depois dessas experiências na Itália, a modelo falou que com certeza participaria do “Big Brother Brasil”. “Quem não participaria? O "BBB" é um reality de muita visibilidade e se passei seis meses na versão italiana, por que não participar de um reality no meu país?”, questionou.

Perda durante o programa

Enquanto estava confinada no “Grande Fratello”, Dayane perdeu seu irmão mais novo, Lucas Mello, em um acidente de carro. Ela foi informada pela direção do programa, mas optou por seguir no reality. “Foi uma dor indescritível e, por estarmos vivendo em meio à pandemia, eu não poderia ter o contato com a minha família. Naquele momento, depois de seis meses convivendo com aquelas pessoas, eles se tornaram a minha família, os amigos mais próximos que eu tinha”, explicou. “A direção do programa me permitiu ficar em contato com meu pai, com meu irmão, Juliano, e com a minha filha, Sofia, isso também foi algo importante e que me deu uma força para continuar.” Quando saiu do programa, a modelo contou que a primeira coisa que fez foi entrar em contato com a sua família. “Vivi o luto um bom tempo depois, pois era difícil ligar para minha família, que mora em Santa Catarina, e não ter o Lucas nas ligações, mas comecei a terapia e estou me cuidando”, contou.

Quando perdeu o “Grande Fratello”, os fãs de Dayane organizaram uma vaquinha online e a modelo explicou que não foram só os brasileiros que colaboraram. “Foram fãs do mundo todo e rendeu pouco mais de 8 mil euros [mais de R$ 49 mil]. Eu ainda não usei esse dinheiro, mas vou usar para fazer algo que me faça lembrar deles para o resto da minha vida quando eu comprar minha casa nova. Quando eu usar, eles vão saber o que eu fiz”, afirmou. Dayane continua na Europa, mas disse que tem planos de voltar ao Brasil, só não sabe quando. “Não sei ainda quando isso será possível, mas quero rever minha família, meus amigos, sinto muita saudade de casa e do clima do Brasil. Espero poder realizar essa minha volta ao Brasil em breve e quem sabe unir isso a trabalhos”, falou.

Fonte: JP

Comunicar erro

Comentários