Twitter apaga comentário racista de Mário Frias sobre ativista negro

Secretário de Cultura do governo federal atacou pernambucano Jones Manoel pelas redes sociais, dizendo que precisava de 'banho'. Tudo começou a partir de postagem relativa ao...

Por Juka Martins em 16/07/2021 às 13:38:30
Secretário de Cultura do governo federal atacou pernambucano Jones Manoel pelas redes sociais, dizendo que precisava de 'banho'. Tudo começou a partir de postagem relativa ao problema de saúde de Bolsonaro. Mario Frias e o ativista Jones Manoel

Marcello Casal Jr./Agência Brasil/Instagram

O Twitter apagou na tarde desta quinta-feira (15) um comentário racista do secretário Especial de Cultura do governo federal, Mário Frias, sobre o historiador e ativista negro pernambucano Jones Manoel.

O comentário era uma resposta à postagem do assessor da Presidência da República, Tércio Arnaud Thomaz, que publicou, também nesta quinta, uma imagem do site "Brasil 247" que exibia a frase: "Jones Manoel diz que já comprou fogos para eventual morte de Bolsonaro".

Arnaud usou uma expressão chula para questionar quem era Manoel. Em sua resposta, agora indisponível, Frias respondeu: "Não sei. Mas se soubesse diria que ele precisa de um bom banho".

No lugar da publicação apagada, há o aviso de que "este tuíte violou as regras do Twitter".

Frase de Mário Frias contra Jones Manoel foi excluída pelo Twitter

Reprodução/Redes sociais

No YouTube, G1 explica como se proteger de golpes no WhatsApp

Fonte: G1

Comunicar erro

Comentários