Laudo detalha como Patrícia Roberta foi assassinada

Jovem de Caruaru foi encontrada morta em uma área de vegetação.

Por Juka Martins em 04/06/2021 às 16:17:17

A causa da morte da jovem Patrícia Roberta foi descoberta após exames no Instituto de Polícia Científica (IPC), em Jo√£o Pessoa. O laudo aponta que a vítima de 22 anos foi esganada e assassinada por asfaxia. O corpo da jovem foi encontrado pela polícia no dia 27 de abril, em uma √°rea de vegeta√ß√£o da capital paraibana.

"A vítima sofreu processo de asfixia por constri√ß√£o cervical e esganadura", diz o documento.

Asfixia por constri√ß√£o cervical acontece pela compress√£o da regi√£o do pesco√ßo, provocando a interrup√ß√£o do fluxo de oxig√™nio e levando a vítima inicialmente à inconsci√™ncia, depois, consequentemente, à morte.

O laudo foi entregue na última ter√ßa-feira (1¬ļ) à Delegacia de Homicídios, que conclui as investiga√ß√Ķes do caso. Em entrevista à equipe de reportagem da Rede Tambaú de Comunica√ß√£o (RTC), Roberto Capistrano informou que do "ponto de vista, como assistente de acusa√ß√£o, o Jonatha tem envolvimento direto".

O principal suspeito da morte da jovem é Jonathan Henrique G. dos Santos. Ele est√° preso desde o dia 27 de abril. Ivyna Oliveira, ex-namorada de Jonathan, foi indiciada por oculta√ß√£o de cad√°ver.

Entenda o caso:

Patrícia Roberta morava em Caruaru e era amiga de Jonathan h√° mais de dez anos, desde a época que haviam estudados juntos. Ela veio para Jo√£o Pessoa no dia 23 de abril e foi hospedada na casa do suspeito do crime. O corpo da jovem foi encontrado dias após os pais perderem o contato com a filha.


O caso Patrícia Roberta segue em segredo de Justi√ßa

Portal T5

Comunicar erro

Coment√°rios