Banner Lives

Covid-19: estudo com 50 mil pessoas aponta segurança da vacina chinesa

Doria cita estudos que mostra seguran√ßa da CoronaVac- Divulga√ß√£o/Governo de S√£o PauloEsse número de volunt√°rios no Brasil vai crescer, segundo Dimas Covas. Após

Por Juka Martins em 24/09/2020 às 02:32:16

Doria cita estudos que mostra segurança da CoronaVac- Divulgação/Governo de São Paulo

Esse número de volunt√°rios no Brasil vai crescer, segundo Dimas Covas. Após aprova√ß√£o da Agência Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa), o Instituto Butantan se prepara para ampliar a quantidade de volunt√°rios da vacina no país, que passar√° a ser de 13 mil pessoas.

Caso os testes comprovem a efic√°cia da vacina, ela precisar√° de uma aprova√ß√£o da Agência Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria (Anvisa) antes de ser disponibilizada para vacina√ß√£o no Brasil.

Efic√°cia

Os resultados sobre a efic√°cia da vacina, no Brasil, devem come√ßar a aparecer a partir da segunda quinzena de outubro, segundo Dimas Covas. Se esse cronograma se mantiver, a vacina se mostrar eficaz e houver a aprova√ß√£o da Anvisa, a expectativa é de que a vacina esteja liberada para vacina√ß√£o a partir de dezembro.

Na China j√° foram iniciados testes da vacina em crian√ßas e idosos. Entre as pessoas com mais de 60 anos, a vacina foi aplicada em 422 volunt√°rios e os resultados apontaram 97% de efic√°cia. Os estudos em crian√ßas têm 552 volunt√°rios de 3 a 17 anos.

A partir de hoje, a vacina passar√° a ser testada, em sua fase 3, também em volunt√°rios da Turquia.

Doses

Em outubro, o governo de S√£o Paulo vai receber 5 milh√Ķes de doses da vacina j√° fabricadas pela Sinovac. Até dezembro, o estado receber√° 46 milh√Ķes de doses, sendo seis milh√Ķes delas prontas para aplica√ß√£o e 40 milh√Ķes que necessitar√£o ser formuladas e envasadas pelo Instituto Butantan. Por contrato, outras 55 milh√Ķes de doses devem ser disponibilizadas pela farmacêutica chinesa ao governo paulista até maio de 2021, sendo que 15 milh√Ķes delas ser√£o entregues até fevereiro.

O acordo da Sinovac com o Instituto Butantan prevê a transferência de tecnologia, ou seja, o instituto vai passar também a produzir doses dessa vacina no Brasil. Para isso, o Butantan vai dar início, em outubro, a obras para amplia√ß√£o de sua f√°brica, que ter√° capacidade de produzir 100 milh√Ķes de doses por ano da CoronaVac.

O governo paulista espera que o Ministério da Saúde adquira outras doses dessa vacina para distribui√ß√£o no restante do país. Para isso, o governo de S√£o Paulo requisitou R$ 1,9 bilh√£o ao Ministério da Saúde para a compra de doses e também ajuda para a amplia√ß√£o da f√°brica do Butantan, o que aumentaria a quantidade de doses da vacina produzida pelo instituto. Hoje (23), em reuni√£o no Ministério da Saúde, o secret√°rio da Saúde de S√£o Paulo, Jean Gorichteyn, conseguiu obter uma libera√ß√£o inicial no valor de R$ 80 milh√Ķes, o que, segundo Doria, ser√° utilizado integralmente na amplia√ß√£o da f√°brica do Butantan.

Fonte: Agência Brasil

Coment√°rios

Happy Kids
Tapiocaria Silva