CBF rebate Doria, e afirma que clubes de SP aceitam jogar em outros estados

A CBF rebateu a declaração do governador de São Paulo, João Doria, que afirmou não ter sido consultado previamente sobre a marcação de jogos do Campeonato Brasileiro. Em [...]

Por Juka Martins em 07/07/2020 às 13:13:19

A CBF rebateu a declaração do governador de São Paulo, João Doria, que afirmou não ter sido consultado previamente sobre a marcação de jogos do Campeonato Brasileiro. Em nota, a confederação afirmou que os clubes paulistas já sinalizaram que estão dispostos a jogar fora de seus domínios, transferindo o mando de campo para outras cidades.

De acordo com a CBF, a decisão foi tomada com apoio de 19 dos 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro, incluindo os cinco times de São Paulo. Em reunião no dia 25 de junho, com a presença dos 40 clubes das Séries A e B, foram determinadas as datas de 9 de agosto para início da Série A, e 8 de agosto para a Série B.

"Para preservar estas datas, os clubes concordaram em jogar fora de seus domínios, transferindo o seu mando de campo para outra cidade ou estado caso o seu local de jogo não esteja liberado nas datas de início das competições. Essa decisão foi tomada em votação que contou com o apoio de 19 clubes da Série A, incluindo todos os de São Paulo", esclareceu a CBF.

Com a decisão, o Paulista e outros Estaduais ganham um "prazo" para serem finalizados. No caso do Paulistão, a data do retorno ainda nem foi definida.

Em entrevista coletiva, Doria prometeu que o comitê de saúde anunciará sua decisão sobre a data para a volta do campeonato até o fim da próxima semana. O Paulistão foi paralisado em março, na décima rodada, duas antes do final da fase de classificação para o mata-mata da competição.

* Com Estadão Conteúdo

Fonte: JP

Comentários

Happy Kids
Tapiocaria Silva