Home / Destaque / Jovem morre após cair em silo de trigo no Porto de Cabedelo, na PB

Jovem morre após cair em silo de trigo no Porto de Cabedelo, na PB

acidente_silo_trigo

Um jovem de 22 anos morreu após cair dentro de um silo de trigo de um moinho pertencente a uma empresa alimentícia localizada no Porto de Cabedelo, na Região Metropolitana de João Pessoa, na terça-feira (23). Segundo o Corpo de Bombeiros, a suspeita é de que Ewerton Arthur Santos teria caído em um equipamento que tritura o trigo.

De acordo com o Centro Integrado de Operações do Corpo de Bombeiros (Ciop), a ocorrência foi registrada por volta das 18h da terça e até as 8h desta quarta-feira (24), equipes dos bombeiros tentavam resgatar a vítima. O Ciop explica que a principal suspeita é de que o jovem tenha caído em um equipamento que tritura o trigo uma vez que ao chegar no local os bombeiros encontraram pedaços de roupas e calçados triturados.
De acordo com Glesmir da Silva, que é primo da vítima, Ewerton trabalhava em uma empresa que prestava serviços para o moinho e estava de serviço no momento em que morreu. Glesmir explica que os colegas de trabalho do jovem deram falta da vítima no final da tarde. “Os amigos dele saíram do serviço e viram a bicicleta e a roupa dele, mas ele não estava”, disse. Segundo Glesmir da Silva, ao voltar para o silo onde a vítima trabalhava, os colegas viram uma bota que poderia ser do jovem e acionaram o Corpo de Bombeiros.

Segundo o capitão dos bombeiros Ovídio Fernandes, o corpo da vítima ainda não havia sido localizado devido à quantidade de trigo que estava dentro do silo. “Estamos enfrentando uma grande dificuldade porque o jovem foi sugado para um dos funis do silo e a esteira que retira o material não está funcionando. Estamos tendo que remover todo o trigo para poder localizar a vítima”, explicou.

 

G1 PB

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

Câmara campinense aprova reajustes salariais

Foto: Ascom A Câmara Municipal de Campina Grande debateu e aprovou nesta quarta-feira (21) o ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *