Home / Esportes / Volante do Treze pede para torcida minimizar “neutralidade” do Amigão

Volante do Treze pede para torcida minimizar “neutralidade” do Amigão

elizeu_treze

O Treze estreia nesta terça-feira no Campeonato Paraibano 2016. A partida é contra o Sousa, às 20h30, no Estádio Amigão. E para o volante Elizeu, o confronto, por ser o primeiro do time no ano, é uma boa oportunidade para o torcedor comparecer em peso a campo e assim minimizar os efeitos provocados pelo veto provisório ao Estádio Presidente Vargas.

O equipe do bairro São José teve que transferir a partida para o Estádio Amigão porque o Ministério Público vetou que este primeiro jogo seja realizado na sua própria praça esportiva, local preferido pelo Galo para a competição. Mas o jogador pede para que a torcida faça uma grande festa e assim “diminua” a distância que ela ficará do campo de jogo.

A pressão no PV tende a ser maior, por isso precisamos que todos se esforcem mais um pouco”
Elizeu, volante
do Treze

– Sabemos que no Amigão a torcida fica mais longe da beira do gramado. Assim, a pressão no PV tende a ser maior, por isso precisamos que todos se esforcem mais um pouco hoje a noite. E transformem o Amigão num aliado para a gente para assim conseguirmos a vitória – declarou Elizeu.

Adversário do Treze, a equipe do Sousa chega a Campina Grande com um empate na bagagem diante do Esporte, em Patos. Já o Galo, que jogaria contra o Santa Cruz, em João Pessoa, teve o jogo adiado.

O treinador galista, Marcelo Vilar, tem dois desfalques importantes para o confronto diante do Dinossauro. O volante Elanardo segue vetado pelo departamento médico, enquanto o zagueiro uruguaio Mário Larramendi ainda não foi regularizado.

Para suprir as ausência dos dois atletas, o treinador promoveu a entrada do meia Mael e do zagueiro Rafael Nascimento.

 

globoesporte

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

Praia de Tambaba sedia Open de Surf e Encontro de Naturistas no fim de semana

A Praia de Tambaba, localizada na Costa de Conde, famosa por permitir a prática do ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *