Home / Destaque / Tratamento de câncer ofertado na Paraíba é destaque na imprensa nacional

Tratamento de câncer ofertado na Paraíba é destaque na imprensa nacional

cancer_1

O programa de expansão da radioterapia na Paraíba foi destacado em reportagem realizada pelo Jornal Nacional, da TV Globo, nessa terça-feira (26), a segunda de uma série especial que está sendo apresentada nesta semana sobre os obstáculos enfrentados pelos brasileiros que precisam de tratamento contra o câncer pelo SUS.

De acordo com a reportagem, o Nordeste só tem 30% da cobertura de radioterapia recomendada pela Organização Mundial da Saúde, e que em muitos Estados o programa de expansão da radioterapia sequer saiu do papel. A reportagem ressalta que a rádio é fundamental para tratar cerca de 60% dos casos de câncer, e que só a Paraíba está perto de cumprir o cronograma.

Desde 2011, o Governo do Estado não tem medido esforços para melhorar a qualidade do atendimento de saúde aos pacientes de câncer, investindo na compra de equipamentos, melhorando e ampliando os ambientes físicos, além de oferecer médicos, técnicos, além de locais especiais, protegidos contra radiação.

Em março de 2012, o Governo do Estado fez a doação de um acelerador linear ao Hospital Napoleão Laureano, ampliando a capacidade de atendimento da unidade referência para o câncer na Paraíba. O equipamento, que custou R$ 2,1 milhões, foi adquirido com recursos próprios do Estado e beneficia aproximadamente 200 pacientes por mês, no tratamento da radioterapia.

Segundo o diretor técnico e clínico do hospital, Fernando Carvalho, só no mês de dezembro de 2015, foram realizadas 10.592 aplicações radioterápicas em 190 pacientes. Durante todo o ano de 2015 foram realizadas 135.694 aplicações. “A radioterapia é realizada em várias aplicações nos locais do tumor, e não numa aplicação única, em um único local. A radioterapia é um tratamento essencial para a maioria dos casos de câncer e poder oferecer esse serviço aos nossos pacientes nos deixa felizes e esperançosos quanto à cura”, disse Fernando.

O hospital Napoleão Laureano, que existe há 53 anos, realiza mais de 40.000 atendimentos mensais, entre consultas, exames e cirurgias. Aproximadamente 200 pacientes recebem aplicações de radioterapia mensalmente. Quanto às aplicações de quimioterapia, o Hospital Napoleão Laureano realiza aproximadamente 3.400 mensais.

Centro de Oncologia de Patos – Outro passo importante do Governo do Estado vem sendo dado no interior do Estado e será um “divisor de águas” na saúde pública da Paraíba, que é a construção do Centro de Oncologia de Patos, o primeiro construído na região do Sertão nordestino.

A abertura da unidade vai proporcionar a cobertura assistencial para uma população superior a 900 mil pessoas, que não precisará mais se deslocar para outros centros e terá um atendimento com qualidade e eficiência. Além disso, vai servir de referência para todo estado, pois será o primeiro serviço direcionado ao tratamento do câncer pertencente à Secretaria de Estado da Saúde a ser instalado.

Na obra estão sendo investidos recursos na ordem de R$ 6 milhões (parceria entre os Governos Estadual e Federal). A unidade contará com 60 leitos, centro cirúrgico e Unidade de Terapia Intensiva (UTI), além de 10 poltronas para atendimento na área de quimioterapia, uma sala de atendimento emergencial com dois leitos e dois consultórios de oncologia.

A unidade vai contribuir com a implantação da Rede de Atenção em Oncologia do Estado, permitindo que a população de 89 municípios do alto Sertão passe a realizar em Patos diagnóstico, tratamento e reabilitação, não precisando se dirigir a Campina Grande ou João Pessoa, onde se encontram atualmente os dois únicos centros de oncologia, com hospitais filantrópicos conveniados com o SUS.

Centro de Diagnóstico – Além disso, a Paraíba também conta com o Centro Especializado de Diagnóstico do Câncer (CEDC), que é referência para a detecção precoce do câncer de colo de útero e mama, disponibilizando serviços médicos especializados e atendimento diferenciado, com qualidade, confiança e credibilidade à população paraibana usuária do SUS.

Em dezembro de 2013, o Governo do Estado inaugurou as novas instalações do CEDC, na Avenida Duarte da Silveira, no Centro de João Pessoa. Foram investidos com recursos próprios aproximadamente R$ 1,2 milhão na implantação do novo CEDC, sendo R$ 1,1 milhão em equipamentos e mais R$ 50 mil na estruturação do novo prédio climatizado e moderno. O novo centro dispõe de um mamógrafo digital e um ultrassom, que contribuem para a detecção precoce do câncer de mama e do colo do útero.

Mamógrafos – Também em 2013, foi inaugurado o serviço de mamografia do Hospital Regional de Guarabira, um investimento da ordem de R$ 35 mil para colocar o mamógrafo em funcionamento, além de preparar a sala de mamografia e o pessoal.

Outro serviço de mamografia também inaugurado naquele ano foi na cidade de Catolé do Rocha. O serviço funciona no Centro de Saúde Municipal realizando exames em mulheres de 10 municípios da região.

O investimento para a instalação do mamógrafo foi de R$ 191 mil, sendo R$ 160 mil por parte da Prefeitura de Catolé e R$ 31 mil do Governo do Estado.  O mamógrafo foi adquirido por meio de uma pactuação entre a prefeitura de Pombal, de Catolé do Rocha e da Secretaria de Estado da Saúde, no valor de R$ 125 mil.

Serviço – Na Paraíba atualmente o atendimento a pessoas com câncer é realizado em João Pessoa, nos hospitais Napoleão Laureano e São Vicente de Paula e em Campina Grande, o atendimento é realizado nos Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP) e no Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), pertencente à Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

Estimativa de casos: No estado a estimativa para o biênio 2014/2015 é de 7.620 novos casos de câncer, dentro desse total, os tipos mais comuns são próstata, mama feminina, colo de útero, traqueias, brônquios e pulmão, além de cólon e reto.

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

PF cumpre mandados de prisão de acusados de fraudes em fundos de pensão

Policiais federais cumprem hoje (12) dez mandados de prisão contra acusados de fraudar os fundos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *