Home / Política / Romero sugere marchar com Lucélio porque “candidatura de Pedro ao governo inviabiliza reeleição de Cássio”

Romero sugere marchar com Lucélio porque “candidatura de Pedro ao governo inviabiliza reeleição de Cássio”

O prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSDB) disse, nesta terça-feira (10), em entrevista à rádio Correio, que o nome do deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB) é um nome “extraordinário” como pré-candidato ao governo. Na avaliação de Romero, não é possível uma composição com Cássio Cunha Lima candidato à reeleição ao Senado e Pedro Cunha Lima para governador. O lançamento de uma pré-candidatura de Pedro ao governo inviabilizaria a candidatura de Cássio ao Senado.

Na opinião de Romero, a postulação do senador Cássio é legítima, e diante dessa hipótese, ele defende que o PSDB pode “marchar com Lucélio” para o governo.

“Manter a legítima postulação do senador Cássio em um cargo extremamente importante e importante a nível nacional, que é o Senado da República, e também a nível de Estado, nesse caso específico, recai sobre a reeleição de Cássio e a candidatura de Lucélio Cartaxo”, opinou Romero, frisando, no entanto, que não tem nenhuma restrição ao nome de Pedro, mas que na composição, é preciso abrir vaga na majoritária para compor com os outros partidos.

Mas Romero observa que as oposições precisam decidir o candidato ao governo no máximo até o próximo final de semana, pois a campanha este ano é muito curta.

Romero disse, ainda, que não vai impor a indicação de nome de vice e nem vai colocar o nome da sua esposa Micheline como condição para apoiar o candidato das oposições. “Sou um grande colaborador e vou trabalhar com a mesma força e o mesmo entusiasmo”, disse, afirmando que sua intenção é unir o sentimento das duas cidades, João Pessoa e Campina Grande.

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

Romero revela que convite do MDB incluía desistência de Maranhão da disputa ao Governo do Estado

Se a última cartada do senador José Maranhão tivesse dado certo, o cenário eleitoral deste ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *