Home / Policia / Polícia prende sétimo suspeito de realizar contratações fraudulentas de TV por assinaturas na Paraíba

Polícia prende sétimo suspeito de realizar contratações fraudulentas de TV por assinaturas na Paraíba

seds policia prende 5 integrantes de quadrilha que clonava carros (1)

seds policia prende 5 integrantes de quadrilha que clonava carros (4)seds policia prende 5 integrantes de quadrilha que clonava carros (6)

seds policia prende 5 integrantes de quadrilha que clonava carros (3)seds policia prende 5 integrantes de quadrilha que clonava carros (2)

seds policia prende 5 integrantes de quadrilha que clonava carros (5)

Mais um funcionário de empresa de TV por assinatura foi preso, na tarde desta segunda-feira (22), após ser apontado como suspeito de contratar serviços de telefonia, internet e TV a cabo por assinatura de maneira fraudulenta. Esta é a sétima pessoa presa pela Policia Civil da Paraíba por meio de um trabalho da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF), no ano de 2016, por fraudes desta natureza. Jorge Junqueira de Carvalho, 39 anos, é funcionário de uma empresa terceirizada de serviços de telefonia situada na avenida  Epitácio Pessoa, em João Pessoa.

De acordo com o delegado de Defraudações, Lucas Sá, a vítima dos fatos investigados recebeu diversos telefonemas da empresa contratada, questionando cinco faturas em aberto, não pagas, em seu nome, em um endereço situado no bairro dos Bancários, nesta capital, onde nunca residiu. A vítima, então, procurou a DDF na manhã desta segunda-feira, comunicando a suposta fraude em execução. De imediato, policiais foram acionados para apurar os fatos, deslocando-se ao local informado, confirmando a contratação fraudulenta e apreendendo os equipamentos instalados. Em seguida, a equipe passou a diligenciar com o objetivo de localizar o vendedor responsável pela contratação fraudulenta, que foi preso no bairro dos Bancários, poucas horas depois.

Ouvido pela Polícia, Jorge Junqueira, funcionário responsável pela contratação, confessou a conduta criminosa, consistente na utilização de informações do banco de dados da empresa terceirizada para realizar contratações em nome de terceiras pessoas, que eram feitas de vítimas, nos casos em que a solicitação dos clientes não era aprovada, por terem alguma restrição comercial. As negociações eram realizadas com a confirmação dos dados obtidos, sem o conhecimento nem autorização dos verdadeiros contratantes e os serviços eram instalados nas residências visitadas pelo suspeito, que conseguia cumprir suas metas de contratações estabelecidas, recebendo seus pagamentos e comissões regularmente.

O suspeito, que praticava as atividades há pelo menos cinco meses, foi autuado em flagrante pelo crime de falsidade ideológica e permanecerá na carceragem da Central de Polícia Civil, nesta capital, aguardando apresentação à audiência de custódia.

A autoridade policial informa à população que não apenas os empresários e funcionários responsáveis pelas fraudes são passíveis de prisão, mas também toda e qualquer pessoa que tenha contribuído para a execução das fraudes, inclusive os clientes que solicitaram e concordaram com a contratação e instalação dos equipamentos em nome de terceiros. Se identificados responderão criminalmente pelas mesmas condutas, falsidade ideológica, associação criminosa, podendo ser condenados a até oito anos de reclusão.

“As investigações continuarão, no sentido de descobrir possíveis outras pessoas envolvidas ou beneficiadas com a conduta criminosa. Quaisquer informações sobre os crimes investigados, ou denúncias sobre outras empresas que atuem da mesma maneira, poderão ser encaminhadas à DDF diretamente, através do registro de ocorrência ou por meio do Disque Denúncia da Polícia Civil – 197, com sigilo garantido”, finalizou Lucas Sá.

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

41eeb4f888524123c6778ab280392e49_e

BALANÇO DAS OCORRÊNCIAS POLICIAIS DA 7ª CIPM (SOLÂNEA) DO FIM DE SEMANA

SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR 7ª COMPANHIA INDEPENDENTE ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *