Home / Notícias / Polícia prende 12 pessoas nas cidades de Itabaiana e João Pessoa

Polícia prende 12 pessoas nas cidades de Itabaiana e João Pessoa

seds operacao carcere em itabaiana e joao pessoa_foto  assessoria da seds (3)  seds operacao carcere em itabaiana e joao pessoa_foto  assessoria da seds (9)seds operacao carcere em itabaiana e joao pessoa_foto  assessoria da seds (6)seds operacao carcere em itabaiana e joao pessoa_foto  assessoria da seds (1) seds operacao carcere em itabaiana e joao pessoa_foto  assessoria da seds (12) seds operacao carcere em itabaiana e joao pessoa_foto  assessoria da seds (13) seds operacao carcere em itabaiana e joao pessoa_foto  assessoria da seds (14)

As Polícias Civil e Militar da Paraíba, com sede no município de Itabaiana, deflagraram, na manhã desta quinta-feira (4), a Operação Cárcere. O Objetivo foi desarticular uma organização criminosa que agia de dentro de unidades prisionais do Estado, articulando crimes contra a vida e patrimoniais nas cidades de Itabaiana e João Pessoa. Foram presas 12 pessoas, entre elas um técnico em manutenção de câmeras de segurança que trabalhava nas Penitenciárias PB1, Róger (João Pessoa) e Serrotão (Campina Grande). As prisões ocorreram em João Pessoa e em Itabaiana.

Foram presos: Tarcísio José da Silva, de 32 anos (é tido como chefe do grupo); Davyd José Melo do Nascimento, de 26 anos (técnico de câmeras de segurança); Zenaide de Oliveira, de 42 anos; Luiz Gomes de Lira, de 56 anos; Ivaldo Silva de Araújo, de 20 anos; Elivan Vicente da Silva, de 21 anos; Iago Ferreira de Souza, de 22 anos; Keoma da Silva Souza, de 21 anos; Cézar da Silva, de 31 anos; Petrônio Lucas Dias, de 18 anos; Josemir Cipriano da Silva Júnior, de 19 anos e Mário de Brito Marinho, de 21 anos.

De acordo com o delegado da 9ª Seccional, com sede em Itabaiana, Hugo Helder, participaram da operação 80 policiais civis e militares e, além dos mandados de prisão, ainda foram cumpridos nove de busca e apreensão. “Nossa intenção foi coibir o tráfico de drogas na região de Itabaiana e prevenir os crimes contra a vida, que vinham sendo executados por uma quadrilha bem articulada. Os alvos da operação compõem o primeiro e o segundo escalão do grupo preso e que comandava diversos tipos de crimes de dentro de unidades prisionais. Outros envolvidos foram identificados e mais prisões devem ocorrer nos próximos dias”, disse a autoridade policial.

As investigações policiais tiveram início no mês de março de 2016, após a denúncia de um crime envolvendo um adolescente, assassinado e esquartejado na cidade de Itabaiana. “Em nossos levantamentos, conseguimos identificar que o Tarcísio era apontado como o mandante do homicídio. Logo depois do assassinato, outras mortes violentas, além de roubos e incêndios a residências, apareceram e estavam sempre sendo atribuídas ao mando de Tarcísio, o chefe desse grande esquema criminoso que desarticulamos”, disse o delegado Hugo Hélder, acrescentando que as investigações também indicaram que Tarcísio e comparsas planejavam uma série de assassinatos na cidade de Itabaiana, com o intuito de assumir o tráfico de drogas na região. “Descobrimos uma possível lista da mort’, que já contava com o nome de sete pessoas que provavelmente seriam executadas”, explicou.

A operação recebeu o nome de ‘Cárcere’ pelo fato de a organização criminosa investigada ser comandada do interior de um presídio de segurança máxima. A ação policial desta quinta-feira contou com o apoio do setor de inteligência da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) e do Grupo Penitenciário de Operações Especiais (Gpoe).

 

 

 

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

seds policia prende atleta suspeito de negociacao fraudulenta (3)

Polícia prende atleta suspeito de negociação fraudulenta de carro e emissão de cheques sem fundos

Policiais da Delegacia de Defraudações e Falsificações (DDF) de João Pessoa prenderam, na manhã desta ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *