Home / Notícias / Para Meirelles, protestos ‘legitimam’ impeachment como processo democrático

Para Meirelles, protestos ‘legitimam’ impeachment como processo democrático

oto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo

Protesto com 100 mil pessoas é ‘substancial’, diz Meirelles

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta segunda-feira que manifestações realizadas neste final de semana contra o presidente Michel Temer são parte de um processo democrático normal que não deve prejudicar a imagem do Brasil junto aos investidores e ao resto do mundo. Ele defende que os protestos garantem ainda mais legitimidade ao processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, que, segundo ele, foi um movimento apoiado por grande parte da população. Meirelles participa da agenda de encontros bilterais de Temer na China.
— É normal que aqueles que foram contra o processo se manifestem de uma forma democrática, livre. Não vejo isso como nenhum tipo de problema, muito pelo contrário. Acho isso parte da democracia, parte do debate livre do país, exatamente o que garante, legitima ainda mais o fato que o o processo é democrático, constitucional. Frente ao mundo, inclusive, legitima o processo o fato de se ter uma discussão absolutamente aberta em relação a esse assunto — afirmou ele.
Meirelles não acredita que as manifestações possam interromper o ritmo das discussões das medidas de ajuste enviadas pelo Executivo ao Congresso Nacional. Segundo ele, fica cada vez mais claro que a questão fiscal é fundamental nessa recuperação.
— Acreditamos que o Congresso Nacional vai ser sensível a isso e vai aprovar as reformas dentro das suas prerrogativas — disse.
Para ele, a maior preocupação hoje, em última análise do próprio Congresso, é a de justamente viabilizar a volta do crescimento econômico e de novas vagas de emprego. E destacou que a confiança do consumidor, da indústria e do comércio está aumentando.
Meirelles reconheceu que o número de manifestantes do último domingo estimado em 100 mil pessoas é “substancial”, mas reiterou que se trata de um conjunto minoritário da população.
— É uma manifestação razoável, 100 mil pessoas é um número substancial de pessoas, mas também já tivemos manifestações muito maiores, já tivemos manifestação de 1 milhão de pessoas no Brasil. Em resumo, é uma manifestação coerente com um grupo de pessoas que é minoritário na população, mas é um número bastante substancial de pessoas.
Para o ministro, o importante é mostrar que o ritmo de condução do ajuste econômico está em curso e que ele não sofre nenhuma mudança de direção
— E tudo o que nós temos ouvido dos parlamentares é que os parlamentares estão de fato, sim, corretamente, preocupados em resolver as causas da crise econômica. E voltarmos a criar empregos para eliminar esses milhões de desempregados que estão na rua, que são um número muito maior que as 100 mil pessoas — afirmou.
Acordos bilaterais
Meirelles participou da agenda de encontros bilterais de Michel Temer na China, entre eles, a reunião com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe. Durante o encontro, Temer destacou o interesse do Brasil em atrair investimentos na área de infraestrutura e discutiu as exportações de carnes e frutas brasileiras ao país asiático, entre outros produtos agropecuários.
Mais tarde, em outra conversa para acordo bilateral com primeiro ministro espanhol, Mariano Rajoy, ele expressou a intenção de fortalecer relações comerciais com a Espanha para atrair mais investimentos do país europeu. E mencionou planos do Brasil de investimentos em portos, ferrovias e aeroportos e de desestatização.
Fonte: O Globo

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

livramento-pb

Ex-prefeito paraibano é condenado a dois anos de prisão por fraude em licitação

O ex-prefeito de Livramento José de Arimatéia Anastácio Rodrigues de Lima foi condenado pela Justiça ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *