Home / Destaque / Oposição governará mais de 70% dos paraibanos a partir de 2017

Oposição governará mais de 70% dos paraibanos a partir de 2017

cassio_sistema
No grupo que reúne os 30 maiores municípios do Estado, quase 85% dos paraibanos terão prefeitos da oposição.
As eleições do último domingo que deram uma grande vitória das oposições em todas as regiões da Paraíba foram comentadas pelo senador Cássio Cunha Lima, nesta sexta, em João Pessoa, “sem dúvidas que a frente das oposições teve um resultado espetacular em todo o Estado. Dos 10 maiores municípios, vencemos em oito”, disse.
Conforme os dados apurados pela Justiça Eleitoral, 129 municípios paraibanos serão governados por partidos da oposição o que representa mais de 71% de todo o eleitorado. “Nas 30 mais populosas cidades da Paraíba, nada menos que 83% dos habitantes serão governador por prefeitos dos partidos que compõem as oposições paraibanas”, lembrou o senador Cássio.
Cássio destacou o protagonismo dos eleitos e as suas destacadas atuações políticas e administrativas que lhes deram as vitórias, inclusive no primeiro turno, se referindo as vitórias obtidas, por Luciano Cartaxo, Romero Rodrigues que tiveram largos resultados eleitorais.
O senador destacou que o momento é de entrega total às administrações, pois a crise ainda é muito grande e é preciso uma forte ação nos municípios para diminuir as dificuldades das pessoas. “Mais do que nunca, é preciso discutir o pacto federativo, pois os municípios estão enfrentando uma grande crise financeira e cada vez mais dependente de convênios com estados e o Governo Federal”.
“É preciso redobrar as cobranças para a conclusão das obras de transposição no seu eixo leste e a retomada imediata do eixo norte, que deve ser prioridade total do Governo Federal”, reforçou Cássio.

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

hqdefault

ASSISTA: Sobrevivente do voo da Chapecoense tem alta e grava vídeo de agradecimento

O comissário de bordo Erwin Tumiri, que sobreviveu à queda do avião que levava o ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *