Home / Educação / Medicina na UFPB registra maior nota de corte na última parcial do Sisu 2016

Medicina na UFPB registra maior nota de corte na última parcial do Sisu 2016

Inscrições-do-Sisu-2016-Primeiro-Semestre

O curso de medicina para o campus de João Pessoa da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) superou o da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) como a maior nota de corte da Paraíba na última parcial do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), divulgada pelo Ministério da Educação (MEC) nesta quinta-feira (14). De acordo com o levantamento, a nota mínima estimada para os candidatos que buscam uma vaga no curso subiu de 776,92 para 778,62. Para o curso de medicina na UFCG, no campus de Campina Grande, a nota de corte registrada foi de 776,94.

As inscrições para o Sisu 2016 começaram na segunda-feira (11) e seguem até as 23h59 (horário de Brasília) desta quinta-feira (14). Na Paraíba as quatro instituições públicas de ensino superior oferecem mais de 15 mil vagas para o primeiro semestre de 2016. Os dados sobre as notas de corte podem ser consultados pelos alunos no portal do Sisu. As notas de corte representam a menor pontuação para o candidato ficar entre os potencialmente selecionados para as vagas.

O levantamento feito pelo Ministério da Educação (MEC) considera somente vagas oferecidas por meio da “ampla concorrência”, às quais concorrem estudantes que não se encaixam em critérios da Lei de Cotas ou em ações afirmativas próprias de cada universidade. As notas para cotas sociais e raciais são menores.

No caso da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), a nota de corte para o curso de direito em Campina Grande caiu de 734,54, registrada na quarta-feira (13) para 733,82, registrada nesta quinta. Já o curso de bacharelado em engenharia civil no campus de Cajazeiras do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) registrou um aumento na nota de corte, que na última parcial é de 679,20.

As menores notas de corte registradas para instituições da Paraíba são para os cursos de licenciatura interdisciplinar em educação no campo, no campus de Sumé da UFCG(515,62); licenciatura em física no campus de Araruna da UEPB (532,22); tecnológico em agroecologia no campus de Picuí do IFPB(532,93) e licenciatura em matemática no campus de Rio Tinto da UFPB (536,34).

Para disputar as vagas os candidatos precisam, necessariamente, ter participado da edição de 2015 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e ter obtido nota na prova de redação que não seja zero. O resultado da chamada regular será divulgado no dia 18 de janeiro na página do Sisu e nas instituições de ensino superior. As matrículas ocorrem nos dias 22, 25 e 26 de janeiro. Assim como na edição anterior, só haverá uma chamada.

Entre os dias 18 29 de janeiro os candidatos que não foram convocados para sua primeira opção podem manifestar interesse em aderir à lista de espera. Caso sobrem vagas, as instituições poderão convocar os alunos da lista. Pelo Sisu, os candidatos que fizeram o Enem disputam vagas em instituições públicas de ensino superior de todo o país.

O Sisu é um sistema eletrônico gerenciado pelo MEC que seleciona os alunos, de acordo com o desempenho no Enem. O estudante pode se inscrever em até duas opções de vagas. Durante o período de inscrição é possível verificar a nota de corte de cada curso e mudar a candidatura, otimizando as chances de aprovação.

 

 

G1PB

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

Temer envia ao Congresso projeto que cobra mensalidade em todas as Universidades públicas

Depois de congelar pelos próximos 20 anos os investimentos reais em educação e acabar com ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *