Home / Destaque / Lula diz que vai “brigar até as últimas consequências” para provar inocência

Lula diz que vai “brigar até as últimas consequências” para provar inocência

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, nesta quarta-feira (13), um dia após o Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região, sediado em Porto Alegre, marcar para o dia 24 de janeiro o julgamento da apelação de sua defesa, que vai “brigar até as últimas consequências” para provar sua inocência.

“Não quero ser candidato por ser candidato, não quero ser candidato se for culpado. Quero brigar para provar minha inocência. Eles que apresentem uma única prova de culpa contra mim”, disse o ex-presidente, em encontro da bancada de deputados e senadores do Partido dos Trabalhadores, em Brasília.

Candidato do PT às eleições presidenciais de 2018, Lula foi condenado a nove anos e seis meses de prisão, em sentença do juiz Sergio Moro. No encontro, ele declarou que foi “condenado [sendo] inocente” para que se concretize “a tentativa de evitar que o PT volte ao poder”.

O ex-presidente garantiu que não se incomoda com o tempo recorde de tramitação de seu processo no TRF-4. Em média, os processos levam pelo menos 100 dias da conclusão do voto do relator até o julgamento. No caso do petista, o tempo de tramitação está ocorrendo em cerca de 50 dias.

“As pessoas falam do resultado da sentença um ano antes do processo. Eu quero é que reconheçam a minha inocência. Se o Moro tinha tanta certeza que o apartamento era meu, ele que me dê uma autorização pra vender”, disse o petista, em referência ao caso do triplex do Condomínio Solaris, localizado no Guarujá (SP).

Jornal do Brasil

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

Saiba como consultar CPF negativado sem sair de casa e sem pagar nada

Muitos brasileiros estão endividados e precisam fazer consulta de CPF para verificar a situação de ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *