Home / Entretenimento / Jornalista José Teles fala sobre ‘Frevo gravado’ no Espaço Cultural 

Jornalista José Teles fala sobre ‘Frevo gravado’ no Espaço Cultural 

jose-teles4

O jornalista paraibano José Teles (radicado em Pernambuco) é o palestrante desta quinta-feira (17), às 17h, no miniauditório José Siqueira, do Centro de Documentação e Pesquisa Musical, na Fundação Espaço Cultural, em João Pessoa. Ele falará sobre seu livro ‘Frevo gravado: De borboleta não é ave a Passo de anjo’. A entrada é gratuita e há apenas 25 vagas.

A obra é um mergulho na trajetória fonográfica do frevo, desde a gravação do tema ‘Borboleta não é ave (Nelson Ferreira & J. Borges Diniz), pela Casa Edison do Rio de Janeiro, em 1922, até o álbum ‘Passo de anjo’, da SpokFrevo Orquestra, registrado pela gravadora Biscoito Fino, em 2004.

Conforme Pedro Osmar, da coordenação do CDPM, as atividades são permanentes. O foco principal é a reunião para troca de informações e debate sobre o tema proposto. Ele destacou que a palestra de José Teles é essencial para amantes da música e do jornalismo cultural.

O coordenador explicou que o plano de ocupação da sala de trabalho do CDPM também conta com exibição comentada de vídeos educativos, palestras, oficinas, lançamento de discos e livros, recital de poesia comentada e eventos para registro filmográfico e fotográfico.

José Teles – Nascido em Campina Grande (em 1955), José Teles é radicado no Recife (PE) desde 1960. Lá, trabalha como jornalista e crítico musical no Jornal do Commercio, onde começou a escrever em 1980.

Crítico musical desde 1986, colabora com vários jornais e revistas fora de Pernambuco, como O Pasquim, Caros Amigos, International Magazine, Bizz, General, Continente Multicultural, entre outras.

É autor dos livros ‘Do Frevo ao Mangue Beat’ (Editora 34, SP) e ‘O Frevo Rumo à Modernidade’ (2008, prêmio de ensaio nos 100 Anos do Frevo, pela Prefeitura do Recife), além de meia dúzia de livros de crônicas e mais duas dezenas de infanto-juvenis.

Ainda pelas Edições Bagaço, publicou as biografias ‘Lá Vem os Violados: Quinteto Violado 40 Anos’; ‘O Malungo Chico’ (sobre Chico Science); ‘Siri na Lata: 30 Anos de Anarquia, Folia e Negócios’ (história do Bloco Anárquico Armorial Siri na Lata).

O jornalista José Teles também escreveu o livro de viagem ‘Eu e Meu Ray-Ban, Uma Viagem’, além de ‘Acordei esta manhã cantando uma velha canção dos Beatles’, publicado pela Editora Bagaço.

 

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

Associação Zabé da Loca promove mais uma quadrilha no Sítio Santa Catarina

O Sítio Santa Catarina será palco de uma das mais tradicionais quadrilhas da cidade e ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *