Home / Geral / Imagens comprovam versão do policial que matou jovem ao furar blitz em João Pessoa

Imagens comprovam versão do policial que matou jovem ao furar blitz em João Pessoa

Cícero morreu após sofrer disparo da Polícia Militar
Cícero morreu após sofrer disparo da Polícia Militar

O circuito de câmera de segurança que está sendo analisado pela equipe de perícia do Instituto de Polícia Civil Científica (IPC) da Paraíba confirma a versão do cabo da Polícia Militar com relação à morte do estudante fisioterapia Cícero Maximino da Silva Júnior, de 20 anos, ao furar blitz na praia de Manaíra, Orla de João Pessoa, em outubro deste ano. Cícero era garupa da moto e foi morto com um tiro no pescoço.
As imagens, que estão sendo tratadas pela pericia como de ‘suma importância’, mostram que havia uma barreira policial na avenida João Maurício e que a moto pilotada pelo professor e estudante de 37 anos, não obedeceu a ordem de parada. O vídeo ainda revela que o motociclista fez manobras arriscadas após furar a blitz e jogar veículo em um policial, que seria o cabo. Em reação, segundo a Polícia Militar no dia do ocorrido, o PM atirou em legítima defesa.
O circuito de câmera confirma a versão apresentada pelo policial militar durante depoimento. Agora, o objetivo da pericia será analisar as imagens para concluir se havia boas condições de visibilidade e analisar a audição do motociclista.
Um outro ponto positivo em favor do policial é que o laudo cadavérico de Cícero Maximino comprovou que o tiro que atingiu o estudante foi dado pela frente, levemente à esquerda na região do pescoço. O resultado é inverso ao esclarecimento prestado pelo piloto, que garantiu que o tiro foi dado pelas costas. O laudo final pericial deverá ser concluído na próxima semana.
Portal Correio tentou contato com o piloto, mas as ligações não foram atendidas.
Entenda o caso
De acordo com a Polícia Militar, dois jovens furaram uma blitz no dia 21 de outubro, que acontecia no bairro de Manaíra, Orla de João Pessoa. A PM afirmou que o piloto da moto não atendeu a ordem de parada e teria jogado o veículo por cima de policial, que reagiu atirando.
Um dos tiros atingiu Cícero Maximino no pescoço. Ele foi levado para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa onde morreu pouco tempo depois de receber atendimento. Uma arma que estaria com um dos jovens foi encontrada abandonada.
fonte:portal correio

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

douglas-lucena

Prefeito de Bananeiras promete pagar 13º dos servidores efetivos

Douglas Lucena, prefeito da cidade de Bananeiras Há quase dois anos o discurso da maioria ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *