Home / Esportes / Ginástica brasileira tem dia histórico: Diego e Nory levam medalhas no solo

Ginástica brasileira tem dia histórico: Diego e Nory levam medalhas no solo

Foto: Reprodução / O Globo

Arthur Nory e Diego Hypolito celebram após conquistarem medalhas nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro

A ginástica brasileira teve um dia histórico neste domingo. Na Arena Olímpica do Rio, Diego Hypolito – 30 anos – e Arthur Nory, 22, escreveram um capítulo especial para a modalidade no Brasil. Com ótimas apresentações na final individual do solo, Diego superou traumas das duas últimas edições dos Jogos Olímpicos para ficar com a prata, e Nory, atleta da nova geração, completou a festa com um bronze. Eles só ficaram atrás do britânico Max Whitlock, medalhista de ouro.
A medalha de Diego foi a primeiras do Brasil na Rio-2016 que não conquistada por um militar. Já tinham subido ao pódio Felipe Wu (prata no tiro) e os judocas Rafaela Silva (ouro), Mayra Aguiar (bronze) e Rafael Silva (bronze), todos integrantes das Forças Armadas do Brasil, assim como Nory, que é da Aeronáutica.
A disputa


Arthur Nory conquista o bronze no solo masculino de

ginástica artística (Foto: Julio Cortez / AP)
Empurrado pelos torcedores que encheram a Arena , Diego Hypolito fez uma apresentação com um bom grau de dificuldade. Sem erros, conseguiu passar segurança para os juízes, mas não conquistou a nota que esperava: tirou 15,533, pontuação considerada alta. No entanto, assim que saiu seu resultado, o telão conseguiu capturar ele falando para Marcos Goto, seu técnico, que a nota era baixa.

O que ele não imaginava é que o favorito, o japonês Kenzo Shirai, faria uma apresentação irregular, com alguns erros, e que essa nota seria responsável por consagrá-lo com uma prata olímpica.

Diego Hypolito conquista prata no solo da ginástica

artística (Foto: Julio Cortez / AP)

“Isso é fruto do trabalho deles, Diego treinou muito para essa final. Eles fizeram a parte deles. Nosso país está de parabéns, nossos atletas estão de parabéns. Diego provou para muita gente, que, com muito trabalho e muito sacrifício, você consegue ser medalhista olímpico. Se trabalha duro, o resultado é medalha”, disse Marcos Goto, técnico de Diego, à TV Globo.

Arthur Nory, outro brasileiro na final do solo individual, também teve um bom desempenho, e completou a festa com uma medalha de bronze. Com uma apresentação cravada, levantou o público presente e conquistou um 15,433.

Diego espanta fantasma

Diego Hypolito conquista prata no solo da ginástica artística (Foto: Julio Cortez / AP)
Com uma apresentação segura, sem cometer erros, Diego espantou um fantasma que o perseguia na últimas duas edições de Jogos Olímpicos: as quedas na apresentação do solo.

Em Pequim-2008, após se passar em primeiro lugar na classificatória do solo, Diego foi para a sua primeira decisão olímpica com chances de ganhar a primeira medalha da história da ginástica para o Brasil. Uma queda sentado, no entanto, o deixou apenas em sexto lugar na decisão.

Diego Hypolito e Nory são prata e bronze no solo individual

da ginástica(Fotos: Julio Cortez / AP)

Quatro anos depois, em Londres-2012, outra queda, dessa vez de frente, ainda na fase classificatória. Assim, Diego não conseguiu nem mesmo chegar à final.

Fonte: O Globo / Uol

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

nico-rosberg-ultrapassou-hamilton-logo-no-comeco-de-prova-e-manteve-a-primeira-posicao-1472996001932_615x300

Na última corrida de Massa, Rosberg fica em 2° e é campeão mundial pela 1ª vez

Com direito a uma ultrapassagem arrojada para cima de Max Verstappen e um final emocionante, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *