O Ministério da Educação prepara várias mudanças no Enem, o Exame Nacional do Ensino Médio, hoje principal porta de acesso ao ensino superior do País. A principal mudança, quase certa, é fazer o exame em apenas um dia, apenas no domingo, e não mais no sábado e domingo. A outra alteração pode ser eliminar o texto de redação, o que vai provocar muita polêmica.

As propostas são do ministro da Educação Mendonça Filho e devem ser aplicadas já em 2017. O ministro é defensor de um exame mais condensado, que garantiria despesas menores ao ministério. Além disso, a ideia é que sejam aplicados de dois até três testes do Enem por ano, o que abriria mais possibilidades para o estudante ingressar nas universidades e aliviaria a tensão dos candidatos.

A outra eventual mudança, do fim da redação, deverá sofrer mais oposição, de quem entende o método como fundamental para avaliar o nível dos alunos. O custo-benefício da redação, no entanto, é questionado. Cada uma das milhões de redações avaliadas passa pelas mãos de dois a três corretores contratados pelo ministério.

As informações são do comentarista político Jovem Pan, direto de Brasília, Fernando Rodrigues. Ouça todos os detalhes AQUI.