Home / Policia / Em Piancó, menina sofre estupro coletivo: o pai e 2 irmãos dela foram presos graças a um pescador

Em Piancó, menina sofre estupro coletivo: o pai e 2 irmãos dela foram presos graças a um pescador

mzk0ntqxmje2nq

Por Redação do Folha – No final da manhã dessa segunda-feira, 14, quando tentava pegar peixes no resto de água de um reservatório conhecido como Açude do Governo, que fica próximo á área urbana de Piancó, um pescador local de 45 anos presenciou uma cena terrível: uma menina sendo estuprada pelo próprio pai e mais dois irmãs dela.

                Revoltado, ele foi até o local e levou os três agressores até a casa da mãe da criança, que tem 11 anos, e contou o fato, pedindo a mulher para que acionasse imediatamente a polícia. Policiais militares foram chamados e detiveram o trio, que foi conduzido à delegacia para averiguação da delegada Sílvia Alencar.

                O pai, José Pepino, de 60 anos, que é separado da mãe da criança e reside no bairro do Corsaco, e seu filho maior de idade, Jeferson dos Santos Pepino, de 21, foram autuados por estupro de vulnerável, com o agravante de que são familiares da vítima, e encaminhados para a cadeia, enquanto o terceiro envolvido, um adolescente de 16 anos, também irmão da menina, foi ouvido e entregue aos responsáveis.

jos-pepino-800x639

                A criança, que reside com a avó, no bairro Campo Novo, já vinha sofrendo abuso sexual do trio há muito tempo, conforme acredita a delegada. A garota é extremamente vulnerável pela pobreza e degradação familiar, sendo violentada exatamente pelos que deveriam protegê-la. A menina confirmou a violência sexual sofrida, enquanto o pai nega o crime, mas os irmãso confessam. Segundo informações da polícia, o pai e o irmão maior sofrem transtornos mentais e têm aparo previdenciário de um salário mínimo cada.

               A negligência dos serviços de ação de ação social e proteção dos direitos da criança e adolescentes também contribui para o agravamento da violência sexual contra meninas pobres em Piancó, que já registrou três casos somente nas últimas semanas. A falta de uma política pública de apoio nutricional, psicológico, educacional e inclusivo nas periferias levam a um agravamento do quadro social e familiar de crianças e adolescentes piancoenses, exatamente pela falta de ação preventiva.

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

41eeb4f888524123c6778ab280392e49_e

BALANÇO DAS OCORRÊNCIAS POLICIAIS DA 7ª CIPM (SOLÂNEA) DO FIM DE SEMANA

SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA E DA DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR 7ª COMPANHIA INDEPENDENTE ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *