Home / Esportes / Em jogo emocionante, Botafogo-PB vira para cima do Moto Club-MA e volta a vencer no Brasileiro

Em jogo emocionante, Botafogo-PB vira para cima do Moto Club-MA e volta a vencer no Brasileiro

Foto: Voz da Torcida

Logo aos cinco minutos o Botafogo-PB tratou de abrir o placar e mostrar que quer fazer a viver uma boa fase. Pela esquerda, Cleyton mandou a bola para Fernandes, que chegou na linha de fundo e cruzou para a área. Dico dominou, chutou mal, mas Rafael Oliveira, na pequena área, tocou de calcanhar e marcou o primeiro gol do jogo.

Só que não basta querer, tem que fazer por onde. Mais uma vez a bola cruzada na área aterrorizou o torcedor botafoguense. Quatro minutos depois Tote bateu escanteio da direita, houve um desvio na primeira trave e Vinicius Paquetá, livre na pequena área, só escorou de cabeça para o Moto Club-MA empatar o jogo.

Tentando incrementar jogadas simples, o Botafogo-PB irritava sua torcida, que passava a vaiar o time em alguns momentos, e um alvo específico foi o goleiro Michel Alves, que não falhou no gol do time maranhense,

As vaias foram substituídas pelo grito de apoio aos 28 minutos, quando Cleyton avançou pela direita e soltou a bomba de pé direito. A bola explodiu no travessão de Saulo e saiu pela linha de fundo.

Em novo chute de fora da área o Belo voltou a assustar, aos 33 minutos. Rafael Oliveira escorou de peito para Sapé, que encheu o pé direito e mandou um chutaço, que passou com muito perigo por cima da meta maranhense.

Mas o Moto Club-MA não estava morto. Um minuto depois Danilo Bala avançou em velocidade, invadiu a área e chutou na saída de Michel Alves, mas o arqueiro botafoguense fechou bem o gol e evitou mais um gol do rubro negro.

O jogo era lá e cá, e aos 36 Dico recuperou a bola na esquerda e cruzou para a área. Ela foi comprida demais e Rafael Oliveira não conseguiu cabecear, mas como foi cruzada em direção ao gol, ela ia entrar, mas Saulo mandou para escanteio.

A impressão de que a fase mudaria passada no início do jogo foi falsa. Nos acréscimos, aos 47 minutos, após rebote de escanteio, Danilo Bala chutou da meia lua no canto direito de Michel Alves para virar o jogo no Almeidão.

Segundo tempo

Assim como na primeira etapa, o Botafogo-PB marcou logo no início, e mais uma vez aos 5 minutos. Após cruzamento da esquerda, a bola passou por Fernandinho, atravessou toda a área e chegou em Sapé, que chutou de pé direito para o meio da área e Roger Gaúcho, sozinho, mandou de pé direito no canto direito de Saulo e empatou o jogo.

Mas dessa vez a sequência foi diferente e o time não vacilou. E já aos 10 minutos, após cruzamento na área, a bola sobrou para Plínio, na pequena área, de costas para o gol. O capitão botafoguense rolou para trás e encontrou seu parceiro de zaga, André, que da marca do pênalti chutou com força de pé direito para virar o placar no Almeidão.

O Moto Club-MA tentou reagir em uma bola parada aos 23 minutos, quando Lorran bateu falta da direita e mandou a bola no travessão de Michel Alves, que só olhou a bola passar.

Com a vantagem no placar, o Belo atacava na boa, e quase conseguia ampliar o placar aos 37 minutos, quando Fernandinho recebeu na direita, driblou o marcador e chutou de pé esquerdo. A bola foi desviada e foi nas redes, mas pelo lado de fora.

Aos 41 minutos do segundo tempo, uma queda de energia apagou as luzes do Almeidão. A bola ficou parada por cerca de 18 minutos, mas o árbitro Pathrice Wallace decidiu aguardar e dar prosseguimento à partida.

 

Ficha técnica

Botafogo-PB x Moto Club-MA

Campeonato Brasileiro Série C (Grupo A – 14ª rodada)
Estádio: Almeidão (João Pessoa)

Arbitragem: Pathrice Wallace Correa; Diego Luiz Couto e Daniel do Espírito Santo (Todos do RJ)

Gols: Rafael Oliveira, Roger Gaúcho, André (B); Vinicius Paquetá, Danilo Bala (M)
Cartões amarelos: Plínio, Bruno Maia (no banco de reservas), Dico (B); Felipe Dias, Daniel Barros, Michel, Vinicius Paquetá (M)
Cartão vermelho: Vinicius Paquetá (M)

Botafogo-PB: Michel Alves, Gustavo (Fernandinho), Plínio, André, Fernandes; Sapé, Magno, Cleyton, Roger Gaúcho; Dico (Marcinho), Rafael Oliveira (Warley). Técnico: Ademir Fonseca.

Moto Club-MA: Saulo, Tote (Toni Galego), Michel, Lula, Lorran (Valber); Diogo Oliveira, Danilo Bala, Felipe Dias, Alex Henrique (Daniel Barros); Vinicius Paquetá, Raí. Técnico: Marcinho.

Equipe @Vozdatorcida

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

McGregor está fora do UFC 219 após confusão no Bellator, relata dirigente

Asituação de Conor McGregor no UFC ficou complicada depois do que o lutador fez no último ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *