Home / Esportes / Cruzeiro vira sobre o Fluminense e se afasta da degola no Brasileiro

Cruzeiro vira sobre o Fluminense e se afasta da degola no Brasileiro

 marcelomoreno_cruzeiroxfluminense_efe-1

O Cruzeiro venceu o Fluminense, de virada, na tarde deste domingo (6), no Mineirão, em partida válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com gols de todos os homens do sistema ofensivo – Rafael Sóbis, Willian, Arrascaeta e Alisson –, os mineiros fizeram 4 a 2 no rival carioca. Richarlison, substituído ainda no primeiro tempo, e Magno Alves foram os autores do gols visitantes.

Com o resultado obtido no Gigante da Pampulha, os comandados de Mano Menezes chegam a 44 pontos e ficam a oito do Vitória, primeiro da zona de rebaixamento. O triunfo permite que a equipe se distancie consideravelmente do inédito descenso. Os atletas de Levir Culpi, por outro lado, seguem com 48, seis a menos que o Atlético-PR, último do G-6.

O melhor: Sóbis concilia marcação e chegadas ao ataque no Cruzeiro

Rafael Sóbis tornou-se peça fundamental no esquema tático de Mano Menezes. Responsável pelo lado direito da segunda linha de quatro jogadores que se forma no sistema defensivo, o atacante ainda incomodou a defesa do Fluminense. Ele finalizou com frequência e até chegou a balançar a rede no primeiro tempo. Foi o quarto gol do camisa 7 desde a sua chegada à Toca da Raposa II.

O pior: Gum falha na marcação dos homens de frente do Cruzeiro

O zagueiro do Fluminense deu muito espaço aos atacantes do Cruzeiro. Não é à toa que os quatro homens de frente balançaram a rede de Júlio César. Os espaços encontrados na defesa adversária acarretaram em uma goleada para o time mandante. O principal erro do defensor foi na marcação sobre Willian no gol que deu a virada para os mineiros.

Lentidão da defesa do Cruzeiro beneficia velocidade do Flu

Levir Culpi optou pela permanência de Richarlison no comando do ataque. O jovem foi preponderante para o gol obtido no Mineirão. Ele se aproveitou da baixa velocidade do sistema defensivo adversário para balançar a rede. Em arrancada da intermediária, o centroavante passou facilmente pela dupla de zaga – formada por Bruno Rodrigo e Léo – e mandou para o fundo do gol de Rafael.

Rafael Sóbis volta a marcar pelo Cruzeiro após três meses

Sem balançar as redes adversárias desde o jogo contra o Internacional, em 4 de agosto, quando estufou a meta em três oportunidades, Rafael Sóbis reencontrou o caminho do gol. O dono da camisa 7 aproveitou tabela com Willian e Arrascaeta para marcar depois de 18 compromissos de jejum.

Willian faz o primeiro gol na 2ª passagem de Mano pelo Cruzeiro

Escolhido por Mano Menezes para a vaga de Ramón Ábila, Willian reencontrou o caminho das redes na partida deste domingo. Escalado frequentemente como centroavante, o camisa 9 marcou o da virada contra o Fluminense. O atacante fez o sétimo gol em 43 partidas disputadas pelo clube na temporada. O jejum do atleta durou 18 partidas e perdurava desde 31 de julho passado.

Contragolpes do Cruzeiro definem a partida no 2º tempo

Em vantagem no placar, o Cruzeiro optou por chegar ao ataque em lances de contragolpe. E foi desta forma que o time comandado por Mano Menezes decidiu o confronto disputado no Mineirão. Arrascaeta não demorou nem um minuto completo para roubar a bola de Edson no meio de campo e balançar a rede de Júlio César. Alisson aproveitou nova falha do Fluminense na saída de bola, chegou ao ataque e deixou a sua marca.

Cruzeiro aposta em finalizações de fora da área para levar perigo

Com um ataque mais leve devido a saída de Ramón Ábila e a entrada de Willian, o Cruzeiro abusou dos chutes de longa distância. Willian, Rafael Sóbis e Alisson exigiram boas defesas de Júlio César em lances deste tipo. A alteração na função de centroavante acarretou na mudança da forma de jogar do time. Até o lateral esquerdo Bryan teve uma oportunidade de marcar desta forma, mas não foi feliz.

Contragolpes e jogadas individuais ditam ritmo do Fluminense

O Fluminense apostou em dois fatores para chegar ao gol de Rafael. Os lances de contra-ataques e individuais foram fundamentais para a forma de jogar do time comandado por Levir Culpi. Com passes de Gustavo Scarpa, Richarlison, Magno Alves, Cícero e Wellington incomodaram bastante o sistema defensivo adversário. Por pouco, o visitante não balançou a rede. O time das Laranjeiras ainda deixou a sua marca no último lance. Magno Alves marcou em cobrança de escanteio.

Ficha técnica
Cruzeiro x Fluminense

Motivo: 34ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 6 de novembro de 2016 (domingo)
Horário: às 17h (de Brasília)
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartão amarelo: Alisson (Cruzeiro); Claudio Aquino (Fluminense)

Gols: Richarlison – 9‘/1ºT (0-1); Rafael Sóbis – 26‘/1º (1-1); Willian – 44‘/1ºT (2-1); Arrascaeta – 1‘/2ºT (3-1); Alisson – 5/‘2ºT (4-1); Magno Alves – 47‘/2ºT (4-2)

Cruzeiro
Rafael; Lucas Romero, Léo, Bruno Rodrigo e Bryan; Henrique, Ariel Cabral, Arrascaeta (Alex – 39‘/2ºT) e Alisson; Rafael Sóbis e Willian (Ramón Ábila – 27‘/2ºT).
Técnico: Mano Menezes.

Fluminense
Júlio César; Wellington Silva, Gum, Henrique e William Matheus; Edson, Cícero, Claudio Aquino (Danilinho – 15‘/2ºT) e Gustavo Scarpa; Wellington (Marcos Júnior – 15‘/2ºT) e Richarlison (Magno Alves – 30‘/2ºT).
Técnico: Levir Culpi.

UOl esporte

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

nico-rosberg-ultrapassou-hamilton-logo-no-comeco-de-prova-e-manteve-a-primeira-posicao-1472996001932_615x300

Na última corrida de Massa, Rosberg fica em 2° e é campeão mundial pela 1ª vez

Com direito a uma ultrapassagem arrojada para cima de Max Verstappen e um final emocionante, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *