Home / Geral / Cristãos são crucificados e queimados em brutal perseguição na Coreia do Norte

Cristãos são crucificados e queimados em brutal perseguição na Coreia do Norte

4184577624-cristaos-coreia-do-norte

Cristãos na Coreia do Norte estão sendo escravizados, violados, torturados e mortos, de acordo com um relatório da organização ‘Christian Solidarity Worldwide’ (‘CSW’).

O relatório intitulado “Total Negação: Violação da Liberdade de Religião ou Crença no Coreia do Norte”, elaborado pela organização britânica que ajuda cristãos perseguidos em todo o mundo, disse que a liberdade de religião é “praticamente nula” no país oriental.

“As crenças religiosas são vistas como uma ameaça à fidelidade exigida pelo ‘Líder Supremo’ e qualquer pessoa que mantenha essas crenças é severamente perseguida”, diz o relatório.

“Os cristãos sofrem significativamente por causa dos rótulos de ‘anti-revolucionários’ e ‘imperialistas’ ligados a eles pela liderança do país”, acrescentou.

Os detalhes do relatório de incidentes apontam cristãos sendo “pendurados em uma cruz durante um incêndio, esmagados sob um rolo compressor, derrubados de pontes e pisoteados”.

Os cristãos na Coreia do Norte acabam tendo que praticar sua fé em segredo para não serem enviados para campos de trabalhos forçados.

“Uma política de ‘penalidade por associação’ também está aplicada, o que significa que os parentes de cristãos também estão acabam sendo presos, independentemente de eles compartilharem ou não a fé cristã”, diz o relatório.

“Até mesmo os norte-coreanos que fugiram para a China e se tornaram cristãos, muitas vezes são repatriados e, posteriormente, presos em um campo de prisioneiros políticos para serem submetidos a trabalhos forçados”.

Autoridades norte-coreanas dizem que há cerca de 13.000 cristãos no país, mas a organização “Cornerstone Ministries International” estima que existam cerca de 200.000 a 300.000.

Fonte: Guia-me

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

douglas-lucena

Prefeito de Bananeiras promete pagar 13º dos servidores efetivos

Douglas Lucena, prefeito da cidade de Bananeiras Há quase dois anos o discurso da maioria ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *