Home / Destaque / CRISE DA CONSTRUÇÃO FAZ ENGENHEIRO VIRAR TAXISTA

CRISE DA CONSTRUÇÃO FAZ ENGENHEIRO VIRAR TAXISTA

images-cms-image-000478405

Uma imagem divulgada na capa da edição da Folha de S. Paulo deste domingo trouxe de volta um dos símbolos dos anos 80: engenheiros dirigindo táxis. Uma imagem marcante da “década perdida”, que, agora, retorna.

A reportagem, intitulada “Engenheiros, antes escassos, agora sobram no mercado”, localizou o profissional Antonio Carlos Mitisuke Seirio, que ficou sem emprego em sua área e se transformou em motorista do Uber.

De acordo com estudo da Federação Nacional dos Engenheiros, em 2014 foram contratados pouco mais de 52 mil profissionais de engenharia e demitidos 55,1 mil. Apenas em 2015, o setor da construção civil fechou 416,9 mil vagas, de acordo com dados do Ministério do Trabalho.

Setores de construção e petróleo passam pela maior crise de sua história desde que praticamente todas as empreiteiras nacionais foram atingidas pela Operação Lava Jato. A diferença de agora, em relação aos anos 80, é que o táxi virou Uber.

Para tentar reanimar o setor de engenharia, o governo aposta nos acordos de leniência com as empreiteiras. No entanto, representantes do Ministério Público condenam a ideia por considerar que a medida concede favores a empresas corruptas.

Foram atingidas pela Lava Jato ícones da construção como Odebrecht, Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa, Mendes Júnior e Queiroz Galvão, entre muitas outras empresas.

 

 

brasil247

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

PF cumpre mandados de prisão de acusados de fraudes em fundos de pensão

Policiais federais cumprem hoje (12) dez mandados de prisão contra acusados de fraudar os fundos ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *