Home / Geral / Câncer de mama: “Falta orientação na atenção básica”, alerta mastologista

Câncer de mama: “Falta orientação na atenção básica”, alerta mastologista

dsc03579 dsc03584

Em plena campanha do Outubro Rosa, que tem por objetivo conscientizar as mulheres e a sociedade sobre diagnóstico e tratamento do câncer de mama, o médico mastologistas Thiago Pereira, tem sido um dos mais atuantes no trabalho educativo sobre a doença. Uma prova disso tem sido seu tempo destinado praticamente à palestras em Patos e municípios da regional.

Na manhã desta quinta-feira 13 o público alvo de suas conversas, como gosta de frisar, foi de profissionais de saúde, um público de extrema responsabilidade na acolhida das mulheres nas unidades básicas de saúde. O encontro ocorreu no auditório da 6ª Gerência regional de Saúde, com a presença de médicos, enfermeiros, técnicos, psicólogos, funcionários da GRS, dentre outros.

“Nessa palestra, bastante proveitosa, deu pra gente chamar atenção para o diagnóstico precoce, a mamografia para todas as mulheres a partir dos 40 anos de idade. Destacamos também algumas alterações mamárias, simples, que podem ser resolvidas no próprio PSF, o que ajuda a desafogar a referência em mama, que é o Frei Damião, e assim podermos otimizar aqueles que precisam ser atendidos, e por causa de uma fila longa, há muita demora”, falou Thiago da programação da palestra.

Ele fez crítica à falta de orientação às mulheres sobre os cuidados com o corpo. Disse que, infelizmente, existe é real e precisa mudar. Enfatizou ser necessário haver essa atenção mais intensa na unidade de saúde sobre outros males, como câncer de colo de útero, tratar da educação alimentar, a prática de atividades física, cuidados com o coração. “Fazendo isso evitaremos doenças ou se detectarmos teremos como tratar”, acrescentou.

Thiago pereira destacou a importância da campanha do Outubro Rosa, mesmo com todas as dificuldades, pois não adianta apenas a conscientização da população, sem que haja uma rede por trás que ofereça tratamento digno a quem precisa. “Precisamos de mais centros especializados para tratamento de câncer, de diagnóstico para biópsias e não apenas exames de mamografia”, criticou.

Sobre o crescimento de novos casos de câncer no Brasil e no mundo, como atestam os estudos científicos, diz que talvez isso ocorra pelo melhor diagnóstico hoje possível, mas também pela maior exposição a fatores de risco, como poluição, sedentarismo, obesidade, alimentação desregrada.

A gerente da 6ª Gerência Regional de Saúde, Liliane Sena, avaliou positivamente essa ação educadora e comentou as dúvidas, comentários dos profissionais de saúde que mostram ser precisam ser sanadas, como acesso, acolhimento dessa população, fazendo-se necessário entender não apenas a técnica, mas que a detecção precoce do câncer, que pode ser feita pelo profissional na unidade de saúde, saber acolher e fazer encaminhamento para serviços especializados. “Muito importante esses encontros com os profissionais de saúde que realizam a atenção primária da população. Ainda não temos um acesso bacana dentro da unidade de saúde e conversar sobre esse e outros temas nunca é demais para podermos oferecer um atendimento cada vez melhor”, disse Liliane Sena.

Sobre o exame mais preciso para detecção do câncer de mama, a mamografia, explicou que sempre há vaga na Maternidade Peregrino Filho, cuja oferta mensal é de 280 exames para os municípios da região, mas que em outubro e novembro o número aumenta para 380. Inclusive ainda existem vagas para este mês de outubro.

Gerúsia Delfino, que coordena o Grupo Amigas Viva a Vida, elogiou a participação da sociedade na campanha do Outubro Rosa, destacando a mobilização com os profissionais de saúde. “Foi muito importante eles atenderem ao chamado para discutirmos a rotina de atendimento ao público feminino no PSF. Se a mulher sai da unidade de saúde sem uma requisição na mão ela talvez não volte mais àquele posto. A semente foi plantada e acredito que muitos frutos vingarão para a melhoria da atenção à saúde da mulher”, enfatizou Gerúsia.

 

 

Marcos Eugênio

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

0apib

PIB da Paraíba cresce 2,9% em 2014, diz IBGE

Dos 27 estados brasileiros, quatro tiveram recuo no Produto Interno Bruto (PIB) em 2014 na ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *