Home / Entretenimento / Banda Muntchako traz groove latino e afrobeat instrumental ao projeto Música do Mundo

Banda Muntchako traz groove latino e afrobeat instrumental ao projeto Música do Mundo

funesc-musica-do-mundo-muntchako-foto-ferreira-maia-2

O som multiétnico e dançante da banda brasiliense Muntchako é a atração desta sexta-feira (11), do projeto Música do Mundo, realizado pela Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc). O show acontece às 21h, na Sala de Concertos Maestro José Siqueira. Os ingressos custam R$ 5 (meia entrada) e R$ 10 (inteira) e estão disponíveis com uma hora de antecedência na bilheteria do local.

O som Muntchako ganha corpo a partir de três vivências musicais distintas e que encontram na música instrumental o seu ponto comum. Os músicos Samuel Mota (guitarra, sintetizadores e programações), Rodrigo Barata (bateria e samplers) e Macaxeira Acioli (percussão e samplers) se uniram pela vontade de fazer afrobeat e rapidamente caíram no gosto da cena brasiliense. Ritmos universais mesclados às batidas eletrônicas, guitarradas, samplers, sintetizadores e o bom humor dos instrumentistas experientes, fazem do Muntchako uma música instrumental rica, extrovertida e acessível.

Uma pirâmide debruçada sobre o céu arquitetônico de Brasília, assim surge o Muntchako em 2014, no norte da asa em um tal de Cafofo Records. No cerne da sua música, a fusão. Com uma intensa influência urbana do cerrado, onde a multiculturalidade brasileira predomina, não há limites de definição para o Muntchako e os voos nunca param.

Outros projetos – Seus integrantes já transitaram mundo afora com outros projetos. Rodrigo Barata com Sistema Criolina, Samuel Mota com Jah Live e GOG, Macaxeira Acioli com Cabruêra e Hypnotic Brass Ensemble (EUA). A união entre a vontade de fazer música sem fronteira resultou em uma sonoridade única que passeia por uma variedade de ritmos e batidas sem se perder no caminho.

No final de 2015 a banda lançou dois singles gravados na Cafofo Records em Brasília. O primeiro, ‘Coqueirinho Verde’, com um remelexo suado e apimentado. O segundo, ‘Cardume de Volume’, um narcotango batidão com participação mais que especial da funkeira carioca Deize Tigrona.

O ano de 2016 aponta para produção de um álbum em vinil que terá a produção musical de Curumin e conta com capa e ilustrações de Shiko, mestre dos rabiscos. O projeto foi contemplado pelo Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal e tem programação para lançamento no segundo semestre de 2016 em vários festivais espalhados pelo Brasil.

Sem cerimônia, o Muntchako treme na periferia de Belém, mama no forró paraibano, swinga no ska jamaicano, rebola na latinidade, faz cara de mau no rock, sensualiza no tango, sobe o morro do baile funk e afunda o pé na discoteca.”

Música do Mundo – O projeto é uma ação promovida pela Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), que tem como objetivo a valorização dos artistas e da música contemporânea. A cada edição, artistas brasileiros e de outros países ocupam o palco da Sala de Concertos. O lançamento aconteceu em agosto de 2015. Uma das características do projeto é o preço popular do ingresso, de forma a permitir ao público acesso às atrações de qualidade internacional.

Música do Mundo apresenta  Muntchako (Brasília, DF)

Data: Sexta (11 de novembro)

Hora: 21h

Local: Sala de Concertos Maestro José Siqueira

Preço: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada)

Realização: Funesc

Informações: 3211-6228

 

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

yamandubyclaudiogadoti300

Festival Internacional de Música Clássica em JP contará com Yamandu Costa

A partir do próximo domingo (27), João Pessoa volta a sediar mais um Festival Internacional ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *