Home / Esportes / Atlético-PR vence Cruzeiro, ultrapassa Corinthians e termina a rodada no G-6

Atlético-PR vence Cruzeiro, ultrapassa Corinthians e termina a rodada no G-6

Foto: Geraldo Bubniak / Light Press

Arrascaeta disputa bola com Paulo André; Atlético-PR x Cruzeiro

Atlético-PR e Cruzeiro entraram em campo com objetivos distintos no Brasileirão. O Furacão precisava vencer para entrar no G-6. A Raposa tem como única pretensão no Brasileirão a permanência na Série A e está focado na disputa da Copa do Brasil – inclusive poupou alguns titulares -, mas queria vencer para se distanciar ainda mais do Z-4.

O triunfo por 1 a 0 foi excelente para o time da casa, que ultrapassou o Corinthians na tabela e termina a rodada na sexta posição – que garante vaga para a Libertadores. O gol foi contra, do zagueiro Manoel, aos 13 minutos do primeiro tempo. Para o Cruzeiro, o resultado foi ruim, mas poderia ser pior. Os adversários na briga contra o Z-4 também tropeçaram, e a Raposa continua com cinco pontos de distância para o Figueirense, primeiro time na zona.

O Atlético-PR é o melhor mandante do Campeonato Brasileiro muito em função da pressão que exerce sobre os adversários na Arena da Baixada. O primeiro tempo começou justamente com pressão do time da casa, que teve duas boas oportunidades nos primeiros 13 minutos.

A segunda delas com um chute forte de Hernani, de longe, que obrigou Rafael a fazer boa defesa, espalmando para escanteio. Na cobrança de Nicolas, Pablo apareceu bem na área e cabeceou. A bola iria para fora, mas desviou em Manoel e ganhou a direção do canto do gol de Rafael, que nada pôde fazer. Pablo comemorou, mas a arbitragem, no intervalo, deu o gol contra para o zagueiro celeste.

Apesar da pressão inicial atleticana, o jogo ficou muito pegado no meio-campo, muito em função da escalação do Cruzeiro com três volantes. Os dois times tiveram algumas oportunidades no restante da primeira etapa, mas o placar de 1 a 0 se manteve até o intervalo.


Pablo, Atlético-PR, Arena da Baixada, Cruzeiro (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)
A característica do jogo de muita marcação e pouco espaço se manteve na segunda etapa. Atlético-PR e Cruzeiro procuravam espaços para atacar, mas paravam na forte marcação do adversário e arriscavam lances sequenciais pelos lados do campo. Na metade do segundo tempo, Sidnei Lobo – auxiliar, que substituiu Mano Menezes, suspenso – promoveu a entrada de Rafael Sobis na equipe cruzeirense, no lugar de Bruno Ramires, diminuindo a marcação no meio e aumentando o volume ofensivo. Além disso, o Cruzeiro trocou Willian por Ábila e Arrascaeta por Alex, e até fez certa pressão em algum momento, mas a defesa atleticana se segurou bem. O Furacão também fez algumas substituições estratégicas, como Nikão no lugar de Lucas Fernandes, para segurar mais a bola na frente. Deu certo até certo ponto, mas não anulou as ofensivas celestes. A defesa se manteve segura, e Weverton fez algumas boas defesas. No fim, vitória garantida e entrada no G-6 concluída.

 


Manoel, Cruzeiro, Pablo, Atlético-PR (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)
Na próxima rodada, o Atlético-PR viaja até Salvador para enfrentar o Vitória, domingo, às 17h (de Brasília). No mesmo horário, o Cruzeiro enfrenta o Fluminense, no Mineirão. Antes disso, quarta-feira, a Raposa joga contra o Grêmio, em Porto Alegre, pelo segundo jogo da semifinal da Copa do Brasil, às 21h45. No primeiro jogo, o Tricolor venceu por 2 a 0, no Mineirão.

 

Fonte: globoesportes.com

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

nico-rosberg-ultrapassou-hamilton-logo-no-comeco-de-prova-e-manteve-a-primeira-posicao-1472996001932_615x300

Na última corrida de Massa, Rosberg fica em 2° e é campeão mundial pela 1ª vez

Com direito a uma ultrapassagem arrojada para cima de Max Verstappen e um final emocionante, ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *