Home / Esportes / Após duas péssimas partidas, seleção goleia a Dinamarca e garante vaga nas quartas

Após duas péssimas partidas, seleção goleia a Dinamarca e garante vaga nas quartas

Foto: Alex Silva / Estadão

Neymar e Gabriel Brasil desencanta na Olimpíada e faz 4 a 0 na Dinamarca

A seleção brasileira finalmente estreou de fato nos Jogos Olímpicos do Rio, nesta quarta-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Jogou excelente partida, encontrou o caminho do gol após dois empates por 0 a 0, goleou a Dinamarca por 4 a 0 e se garantiu nas quartas de final. Passou no primeiro lugar do Grupo A e neste sábado enfrenta a Colômbia, segunda colocada do Grupo B, às 22 horas, no estádio Itaquerão, em São Paulo, por uma vaga na semifinal.
Neymar, criticado nas partidas anteriores pelo individualismo e mau futebol, desta vez merece destaque especial. Foi um jogador diferente. Fez muito do que dele se espera. Movimentou-se bastante, passou boa parte da primeira etapa como atacante mais adiantado, voltou para iniciar jogadas, tentou tabelas e deu passe. Deixou o individualismo em segundo plano. Mostrou-se solidário e jogou para o time.
Renato Augusto também teve a sua noite de redenção. Muito vaiado nas partidas disputadas em Brasília, desta vez foi aplaudido com entusiasmo ao ser substituto. Mereceu, pois fez grande partida. O técnico Rogério Micale surpreendeu ao escalar Luan no lugar de Felipe Anderson e manter Gabriel Jesus no time. Mas o que esperava ser o esquema 4-2-4, com quatro atacantes, na realidade continuou no 4-3-3. Isso porque Luan se preocupava em ocupar o espaço na meia e até Neymar fazia isso.


Gabriel Jesus retribuiu a confiança de Micale fazendo um excelente primeiro tempo. Jogou bastante pelo lado esquerdo, atacou e ajudou a defesa, quando possível. Faltava fazer o gol. No meio de campo, Renato Augusto enfim atuava bem, comandando o setor. E a defesa estava segura, mesmo diante de jogadores altos e fortes. Para isso, contribuiu a boa atuação de Walace, que substituiu o suspenso Thiago Maia e deu excelente proteção à defesa.
O Brasil era um time solidário. Não era fácil, porém, ultrapassar a forte e bem postada defesa dinamarquesa. Apesar da melhora na qualidade do passe e da objetividade, as chances eram poucas. A primeira foi em uma cobrança de falta, que Rodrigo Caio não conseguiu completar para o gol. Depois, Gabriel Jesus errou o alvo na frente do grandalhão (1,95 metros) Hojberg.


Havia domínio, mas faltava o gol. Demorou, mas saiu. Aos 25 minutos, em uma jogada com participação de Neymar, Douglas Santos cruzou e Gabriel Barbosa, por trás dos zagueiros, bateu no contrapé do goleiro. A vantagem trouxe alívio e confiança. Mas o time continuou concentrado.

Gabriel Jesus ainda perderia grande chance, num contra-ataque em velocidade (um dos méritos nesta quarta-feira) com a participação do outro Gabriel, de Luan e belo corta-luz de Neymar.


Mas o garoto acabaria desencantando aos 39 minutos. Cruzamento de Luan da direita e ele emendou para as redes. Gol, explosão e choro. E alegria dos companheiros. Gabriel Jesus foi abraçado por todos os jogadores e por Micale, que comemorou seu gol como se fosse a conquista da medalha. Com dedicação, espírito coletivo, solidário e um bom futebol, o Brasil conquistou a torcida e saiu aplaudidíssimo do primeiro tempo.
A vantagem parcial fez o time se soltar de vez. No segundo tempo, o domínio brasileiro foi ainda maior. E a seriedade continuou. O terceiro gol não tardou a acontecer. Apenas quatro minutos, em uma jogada que teve belo passe em profundidade de Neymar, cruzamento certeiro de Douglas Santos e toque sutil de Luan – que, diga-se, fez ótima partida.


Pode-se dizer que a etapa final foi um massacre, tantas foram as oportunidades criadas. E perdidas, é verdade. Mas nesta quarta-feira não fazia falta. Neymar deu um susto aos 26 minutos ao, depois de lançar uma bola, pisar no pé de um adversário e torcer o tornozelo. Atendido, voltou a campo normalmente.
Ainda tinha tempo para mais um gol. E Gabriel marcou de novo, aos 34 minutos, levando o Brasil à goleada e à esperança de que o time pode evoluir bastante e se habilitar de fato a lutar pela inédita medalha de ouro.
Quartas de finais

 

Brasil desencanta na Olimpíada e faz 4 a 0 na Dinamarca(Fotos: Reprodução / Estadão)
Mesmo com a goleada sofrida, a Dinamarca conseguiu a classificação como a segunda colocada do Grupo A, com quatro pontos. Isso graças ao empate por 1 a 1 entre Iraque e África do Sul, no Itaquerão. Assim os iraquianos ficaram com três pontos e os sul-africanos, com dois.
A fase de quartas de final será toda jogada neste sábado. Às 13 horas, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, o clássico europeu entre Portugal e Alemanha. Quem passar deste confronto encara o vencedor de Nigéria e Dinamarca, que duelam às 16 horas em Salvador.
No outro lado da chave, o ganhador de Brasil e Colômbia jogará na semifinal contra quem passar de Coreia do Sul e Honduras, que jogam às 19 horas, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte.
Fonte: O Estado de S. Paulo

Sobre Cristiano Ricelli

Cristiano Ricelli

Veja Também

McGregor está fora do UFC 219 após confusão no Bellator, relata dirigente

Asituação de Conor McGregor no UFC ficou complicada depois do que o lutador fez no último ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *